Correnteza (Djavan)

A correnteza do rio Vai levando aquela flor O meu bem já está dormindo Zombando do meu amor Na barranceira do rio O ingá se debruçou E a fruta que era madura A correnteza levou A correnteza levou A correnteza levou... E choveu uma semana E eu não vi o meu amor O barro ficou marcado Aonde a boiada passou Depois da chuva passada Céu azul se apresentou Lá à beira da estrada Vem vindo o meu amor Vem vindo, Vem vindo, Vem vindo A correnteza do rio Vai levando aquela flor E eu adormeci sorrindo Sonhando com o nosso amor Sonhando com o nosso amor Sonhando... Ô Dandá, Ô Dandá